Baterias que carregam em segundos!

12/03/2009


Um novo método de fabricação para baterias de Li-Ion (Lithium-Ion) pode deixá-las mais duráveis e que também, podem ser carregadas em segundos!

As novas baterias, que segundo a revista científica Nature, poderão ser usadas nos novos modelos de carros elétricos e híbridos, na qual uma pequena carga de energia é necessária para a aceleração, e, depois de um processo de adaptação, poderão ser usadas em celulares, laptops e afins.

A abordagem requer apenas pequenas mudanças simples no processo de produção de um material bem conhecido.

Baterias de Lithium-Ion são as baterias recarregáveis mais comuns encontrados para consumo, tais como em celulares, laptops, etc.
No entanto, elas demoram muito tempo para carregar, e os pesquisadores têm feito muitas pesquisas, para descobrir mais sobre o tempo de carregamento e tentar diminuí-lo.

Gerbrand Ceder, do Instituto de Tecnologia de Massachussetts (MIT) e seus colegas utilizaram um modelo de simulação computacional, para simular um movimento de íons e elétrons em uma variante padrão no material de Lithium (onde Lithium também pode ser chamado de Lítio). As simulações indicaram que os íons se deslocam em uma grande velocidade.

“Se o transporte de íons foi tão rápido, é porque alguma coisa tem problema.” Disse Gerbrand.

Esse problema impede o caminho dos íons que atravessam o material. Eles passam por minúsculos “túneis”, cujas entradas estão presentes na superfície do material.
No entanto, a equipe descobriu que para chegar a estes “túneis”, os íons tiveram de ser colocados diretamente em frente das entradas, se não fossem inseridos, não podiam passar e se transportar.

A solução, foi descoberta por Gerbrand, no qual modificou a engenharia do material, no qual foi chamado de “Beltway” (no que significa Via circular), que orienta os íons até as entradas.

Resultado

Um protótipo dessa nova bateria foi criado utilizando a nova técnica, e então, o teste mostrou que a bateria foi recarregada totalmente em apenas 20 segundos, em comparação aos seis minutos, de uma bateria normal.

No entanto, os pesquisadores descobriram que o seu novo material não perde a capacidade de se recarregar com segurança, de modo com que não prejudique a vida útil da bateria.
Isso significa que o excesso de material nessas novas baterias foram colocados para poder suportar a nova velocidade de carga e não sobrecarregar a bateria, no qual poderia levar a explosões ou curto-circuitos.

E mais, como existem poucas alterações em relação com as baterias e o método já existente no processo de fabricação, Ceder acredita que o novo material de bateria poderá ser comercializada dentro de dois, três anos.

Como pode se ver na imagem, o material da bateria é um pouco “estranho”, no qual os pesquisadores também estão tentando arrumar alguma maneira de poder compactar seu  tamanho para deixá-los com um volume um pouco mais parecido com as baterias convencionais.

Via: BBC News

3 Responses to “Baterias que carregam em segundos!”

  1. Anderson Moss Says:

    E esse “material” levará anos para se desintegrar?

  2. Fábio L. M. (flmarts) Says:

    OO O preço já tô até imaginando…
    Mas se for nessa velocidade não puxaria muita energia elétrica ao mesmo tempo? Será que dá para ligar um forno e essa bateria para carregar?

    • Axys Says:

      Bem… Não foi revelado muitas informações sobre isto. Talvez mais a frente poderemos ver os detalhes técnicos sobre essa bateria. A mesma energia que você gasta com 20 segundos carregando uma bateria normal, é a mesma que você gastará com essa😉


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: