[Review] SSD Ramsta S600 – 480GB


firefox_2018-07-07_19-20-14

Olá! No post especial de 11 anos do blog, comentei que publicaria um “review específico”, e chegou a hora. Este não é o retorno do blog (ou não) – resolvi escrever sobre o Ramsta S600 por não haver praticamente nada na Internet (nem mesmo fora do Brasil) sobre ele. A intenção é ajudar quem descobriu este SSD e quer comprá-lo, mas tem cá suas dúvidas. Eu tentei a sorte, comprei e conto minhas impressões neste review.

Ramsta? É de comer?

CgAGTFgIfpKARUbwAAAgME8xEHs095

Não é só você: praticamente ninguém no Brasil – quiçá no mundo – havia ouvido falar nessa tal de Ramsta até abril de 2018. Em maio de 2018, o meu primeiro contato com a marca foi em um grupo de promoções no Telegram, que em 16/05 anunciou uma promoção deste SSD. No momento que escrevo este post, duas lojas chinesas conhecidas pelos brasileiros (Gearbest e Banggood) não possuem nenhum produto da marca em seus catálogos. A pesquisa pela marca no AliExpress já retorna alguns produtos (em maio de 2018 não havia nada), mas boa parte deles ainda não tem nenhum pedido.

Precisei revirar a Internet para decidir pela compra do produto, já que não haviam reviews nem vídeos no YouTube. Tudo que se encontrava eram sites gringos de cupons divulgando o preço, mas com descrições genéricas. O máximo que encontrei foi esta página, onde pessoas reais falavam sobre o produto e a marca – mas nada muito esclarecedor. O jeito foi comprar no escuro e torcer para o melhor.

Segundo o site oficial, registrado em 2015, em 2010 foi fundada em Hong Kong a Swiss International, uma das principais fabricantes de equipamentos de semicondutores do mundo, dedicada à pesquisa e desenvolvimento de produtos de armazenamento de ponta e de ponta, a qual montou um centro de pesquisa e desenvolvimento em Taiwan. A fim de desenvolver rapidamente todo o mercado da China continental, foi criada a Ramsta em 2016 em Shenzhen, na China. A Ramsta atualmente atua no mercado de SSDs, memórias flash e outros produtos de armazenamento, especialmente módulos DARM. Ainda segundo o site oficial, a equipe de pesquisa e desenvolvimento da empresa tem mais de 10 anos de experiência.

CgAGfFpS3DKAI6G0AAMl-TgGTks028
A Ramsta gosta bastante de vermelho e suas memórias RAM são bem… estilosas.

Embalagem

Como boa parte dos produtos chineses de marcas minimamente dignas, a embalagem do Ramsta S600 é bonita, bem acabada e já dá uma boa primeira impressão do produto. Ela não traz nada adicional, apenas o próprio SSD – portanto, você deverá providenciar um cabo SATA para conectá-lo ao desktop ou notebook.

Características e especificações técnicas

 

O Ramsta S600 é super leve e compacto (como qualquer SSD de 2,5′). Em tempos de PC gamer, seu chamativo vermelho sangue certamente agradará a muitos.

  • Modelo: S600
  • Armazenamento: 60GB, 64GB, 120GB, 240GB, 320GB, 360GB e 480GB (modelo utilizado neste review)
  • Padrão de tamanho: 2,5′
  • Dimensões (mm): 100,0 x 69,9 x 7,0
  • Cor: vermelho
  • Controladora: SMI
  • NAND: TLC
  • Temperatura de operação: 0ºC à 70ºC
  • Temperatura para armazenamento: -40°C à 85°C
  • 3 anos de garantia (mas talvez você não consiga utilizá-la por estar no Brasil)

firefox_2018-07-01_00-41-41

Na página do produto, a Ramsta destaca algumas características (traduzido com auxílio do Google Translate):

  • Corpo de metal;
  • À prova de choque;
  • Resistência à altas e baixas temperaturas;
  • Resistente à eletricidade estática;
  • Maximiza a correção de bits com erro;
  • Proteção contra perda de metadados por falta de energia;
  • RAID ECC com verificação XOR avançada;
  • Otimizado para operar com Windows.

Performance

Para testar a performance do Ramsta S600 utilizei o software HD Tune Pro (pago), uma verdadeira suíte que permite diagnosticar problemas, checar o status e realizar diversos tipos de testes em unidades de armazenamento – sejam HDs, SSDs ou pendrives.

Os testes a seguir foram feitos assim que o Ramsta S600 foi instalado na máquina, antes mesmo de instalar o sistema operacional.

Cenário de testes: os testes do SSD foram feitos em um desktop com as seguintes configurações:

  • Placa mãe: ASUS Prime B250M-Plus/BR
  • Processador: Intel Core i3 7100 3,9GHz
  • Memória RAM: 8GB DDR4 Corsair
  • Placa de vídeo: Nvidia GeForce GTX 1050TI – Gigabyte

Checagem por erros
O primeiro teste foi feito para checar erros no SSD. O HD Tune verificou o disco em blocos de 183MB. Nenhum erro foi encontrado (quando há erros, os respectivos blocos ficam em vermelho).

HDTunePro_2018-06-29_23-21-48

Testes de Leitura e Escrita
Para ter uma “segunda opinião”, utilizei dois softwares para os testes de leitura e escrita: HD Tune Pro e o popular (e gratuito!) CrystalDiskMark.

No teste de escrita, o HD Tune Pro gera um arquivo fictício do tamanho do armazenamento do SSD e mede a velocidade da escrita. Neste teste, os resultados foram:

  • Velocidade máxima de gravação alcançada: 302,9MB/s
  • Velocidade mínima de gravação alcançada: 239,0MB/s
  • Velocidade média de gravação: 256,6MB/s.
HDTunePro_2018-06-29_22-53-07
Teste de escrita no HD Tune Pro.

Já no teste de leitura, como esperado, os números foram maiores:

  • Velocidade máxima de leitura alcançada: 449,6MB/s
  • Velocidade mínima de leitura alcançada: 317,4MB/s
  • Velocidade média de leitura: 406,4MB/s
HDTunePro_2018-06-29_22-47-37
Teste de leitura no HD Tune Pro.

Por sua vez, no CrystalDiskMark os resultados oscilam bastante de acordo com o tipo de teste realizado. Na imagem à seguir temos um comparativo entre o Ramsta S600 e o Kingston A400 – cortesia do HDDMag. O A400 possui especificações técnicas bem parecidas com o S600, por isso a comparação. Cabe esclarecer que, na figura a seguir, o print da direita foi ajustado em relação ao original: ocultamos as velocidades de escrita porque elas não podem ser comparadas, já que a Kingston informa que o A400 de 120GB possui uma velocidade de gravação menor que a versão de 480GB. A comparação justa seria com o modelo de 480GB do A400, mas não encontrei nenhum na Internet para comparar. Segundo a Kingston, a velocidade de leitura do A400 de 120GB é a mesma do A400 de 480GB (“até 500MB/s”) então, teoricamente, a comparação das velocidades de leitura é justa. Repare que o SSD da Ramsta leva vantagem em 2 dos 3 testes.

Ramsta x Kingston
Testes de leitura e escrita com o CrystalDiskMark.

O CrystalDiskMark possui quatro tipo de testes:

  • Seq Q32T1: Leitura e escrita senquecial com fila de 32 e 1 thread, usando tamanho de bloco de 128KB;
  • 4K Q8T8: Leitura/escrita randômica de 4KB com fila de 8 e 8 threads;
  • 4K Q32T1: Leitura/escrita randômica de 4KB com fila de 32 e 1 thread;
  • 4K Q1T1: Leitura/escrita randômica de 4KB com fila de 1 e 1 thread;

Curiosamente, não encontrei no site da Ramsta informações sobre a velocidade de leitura e escrita do S600 – uma informação bem importante, por sinal. Na GeekBuying, onde comprei o SSD, a informação é que a velocidade de leitura é de até 550MB/s e de escrita até 440MB/s. Como vimos, a leitura não alcançou 550MB/s em nenhum dos testes, a gravação também não alcançou os 440MB/s supostamente prometidos pela fabricante. Mas não se preocupe: dificilmente é possível atingir a velocidade de leitura e escrita vendida pelas fabricantes, embora o modelo da Kingston tenha chegado mais perto (500MB/s de leitura prometidos contra 482,3MB/s alcançados em um dos testes pelo CrystalDiskMark).

Observação sobre a memória flash NAND tipo TLC

O Ramsta S600 utiliza a memória flash NAND do tipo TLC. Resumidamente, o TLC chegou ao mercado com o intuito de diminuir o custo dos SSDs e é destinado ao usuário doméstico pois sua durabilidade é menor que os outros tipos (MLC e SLC), bem como sua velocidade também pode ser menor devido a taxas de erros ser maior (quanto aos erros, não se preocupe: o controlador do chip TLC possui um mecanismo de correção de erros que os detecta e automaticamente os corrige. No entanto, localizar e corrigir os erros leva tempo, refletindo em um menor desempenho). Um artigo super detalhado sobre os tipos de densidade de memória do Clube do Hardware te ajuda a entender melhor toda essa questão.

Não se desanime: o uso do NAND tipo TLC  não é necessariamente um descrédito para o Ramsta S600. O Kingston A400, citado aqui anteriormente, também usa este tipo de densidade de memória. Cabe a você avaliar se os aspectos negativos do TLC podem ou não lhe impactar no dia a dia.

Vale a pena?

O grande trunfo do Ramsta S600, sem dúvidas, é seu preço. No momento que escrevo este post a versão de 480GB é vendida por R$318 loja chinesa GeekBuying e por preço semelhante no AliExpress. Com cupons de desconto, que aparecem esporadicamente, já foi possível comprá-lo por cerca de R$280. Hoje, com o valor normal (R$318) no Brasil, é possível comprar no máximo um SSD Kingston A400 de 240GB – e isso considerando preços do Mercado Livre.

Dito isso, na minha opinião, o Ramsta S600 vale a pena, sim. Ele entrega o desempenho que se espera de um SSD básico a um preço justo (até demais?). A pergunta que review nenhum irá responder, por enquanto, é quanto à durabilidade – é preciso pagar pra ver.

A boa notícia para quem resolver importar é que SSDs não costumam ser tributados pela alfândega, então você pode comprar sem esperar surpresas. No meu caso, a espera foi de 39 dias (29 úteis) entre a postagem e a entrega.

 

 

Anúncios

4 comentários em “[Review] SSD Ramsta S600 – 480GB

  1. Cara, muito obrigado pelo review!

    O problema que vejo com esse ssd eh a divergencia entre os (poucos[1][2]) benchmarks dele. O que me faz pensar que:

    1. Nao estao testando o ssd corretamente – digo, esperar o sistema operacional ficar ocioso e depois rodar apenas o ferramenta de benchmark; ou

    2. O controle de qualidade desse ssd eh meio zuado.

    To em duvida entre esse ramsta s600 e o kingspec p3 – os benchmarks do kingspec sao bem mais uniformes. Vou aguardar mais alguns benchmarks pra me decidir.

    De qualquer forma, valeu!

    [1] https://www.ozbargain.com.au/node/385954
    [2] https://www.ozbargain.com.au/node/384713

  2. Análise muito bem feita, muito obrigado!!! Estava desesperado atrás de alguém que falasse sobre esse ssd. Acho que vale a pena, vou arriscar.

  3. Matéria fantástica e esclarecedora. Aqui no Brasil é absurdamente caro um SSD, em revendas de informatica, acha-se por R$210,00 a R$280,00 o de 120Gb. Vendi um desses de 120Gb e nos testes ele deu velocidades de 539.1 Mb/s e 459.4 Mb/s. Vale muito a pena !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s